Meu guri

Quando saí de casa, ele tinha 6. Não pudemos mais assistir Jackie Chan juntos, cantar ‘os mano pô e as mina pá’ e nem jogar videogame todo dia depois de comer ‘a semente dos deuses’. Passamos então a contar os finais de semana. Quando a gente se falava pelo telefone, eu mandava beijo no final e, de volta, escutava aquele aquele estalinho, sabe? Era a forma mais gostosa de se receber beijo pelo telefone.

Hoje ele fez 14 – o que segundo os ensinamentos do Paulinho,  é uma idade especial. Ele não me manda mais estalinhos pelo telefone. Agora eu recebo whatsapp.

Anúncios